Grupo Salini opta pelos caminhões Astra com transmissões automáticas Allison para construir a maior usina hidrelétrica da África

219 caminhões basculantes do Grupo Salini estão operando ativamente no projeto de construção de uma barragem na Etiópia. Desse total 68 são Astra RD40 e RD50 equipados com transmissões Allison totalmente automáticas, que proporcionam alto desempenho e maior confiabilidade nas condições mais difíceis de operação.

TURIM, Itália ― A Salini Costruttori, empresa italiana, é, atualmente, a responsável pela construção da Grand Ethiopian Renaissance Dam, a maior usina do continente africano. A maioria dos 219 caminhões Astra enviados para a Salini na África (onde a empresa tem vários projetos de construção de barragens), vão ajudar de forma decisiva a realização desse ambicioso projeto e ilustram com perfeição o sólido relacionamento de mais de 30 anos entre as duas empresas. De todas as unidades presentes no canteiro de obras, as que estão destinadas e realizar os trabalhos mais pesados, são os 68 Astra RD40 e RD50, caminhões basculantes equipados com transmissões Allison totalmente automáticas.

A Salini Costruttori, nome de destaque na construção de usinas hidrelétricas, está atuando em uma obra de proporções gigantescas. A barragem com 1.800 m de comprimento e 170 m de altura, permitirá a formação de uma represa com capacidade de cerca de 10 milhões de m3 de água e terá um custo de € 3,35 bilhões. As obras da hidrelétrica, que terá uma capacidade de geração de 15.100 GWh por ano, tiveram início em março de 2011.

Como com todos os grandes projetos deste tipo, é imprescindível que os cronogramas de construção sejam absolutamente mantidos e controlados. Produtividade, eficiência e confiabilidade do equipamento utilizado têm de ser do mais alto nível. Por esse motivo a Salini desenvolveu uma tecnologia denominada Fast Track Implementation (Execução de Via Rápida), método que promete redução de até 50% no tempo de construção das várias fases do trabalho, garantindo que o retorno do investimento seja realizado de forma mais rápida do que se usasse as formas tradicionais de construção.

O projeto teve início com a terraplenagem de milhões de metros cúbicos de rochas, agregados e concreto. Para a realização do trabalho pesado, a Salini estabeleceu como padrão a utilização dos caminhões Astra equipados com transmissões Allison totalmente automáticas. Esse ‘pacote’ foi escolhido por sua robustez e pela resistência da transmissão, mostrando-se o mais adequado para proporcionar um desempenho realmente superior. A Allison Transmission foi citada pela Salini por sua inestimável contribuição no aumento da produtividade, eficiência e confiabilidade, oferecendo o que há de melhor em tecnologia off-road.

“Nós compramos os caminhões Astra após uma cuidadosa avaliação que considerou os baixos custos de operação, a robustez do chassi e a sua mobilidade em operações fora-de-estrada”, diz Massimo Campitelli, gerente de compras da Salini. “Além disso, a experiência positiva que tivemos em outras obras de grande porte com os Astra RD40 e RD50 ― sempre equipados com as transmissões automáticas Allison ― contribuiu decisivamente para a nossa compra. O motorista se concentra exclusivamente no trabalho, o que é muito importante levando-se em consideração o enorme tamanho dos basculantes e as más condições das trilhas africanas”, conclui o Campitelli.

Para a Salini, contar com veículos resistentes e confiáveis é fundamental, sobretudo na África onde o trabalho de construção é muitas vezes realizado em locais remotos e com limitação da presença de equipamentos para manutenção. “A maior ameaça para o cumprimento da nossa programação e das nossas metas é o risco de frequentes paradas dos nossos caminhões”, diz Campitelli. “Portanto, a escolha de veículos confiáveis é vital para nós”.

Os caminhões basculantes Astra são ideais para aplicações extremamente exigentes, têm grande capacidade de carga, e excelente desempenho em terrenos acidentados. Já as transmissões automáticas Allison são mundialmente conhecidas por serem resistentes e confiáveis, ajudando a reduzir o desgaste do veículo em condições de trabalho extremamente severas.

Giuseppe Repetti, gerente de vendas da Astra, diz, “Enquanto no Grand Ethiopian Renaissance Dam nossos veículos acumularam somente uma quantidade limitada de horas de atividade até o presente momento, em outros locais onde temos obras na África temos basculantes que já registraram mais de 25.000 horas de trabalho. E nunca tiveram qualquer tipo de problema, requerendo apenas a manutenção de rotina”. E são caminhões equipados com transmissões automáticas Allison.

“Muitas vezes ouvimos dos nossos clientes que se você tem uma transmissão automática Allison, você pode esquecer as preocupações. Ficamos felizes e orgulhosos com isso”, diz Simona Pilone, gerente de contas da Allison Transmission, na Itália, e que atende a Astra. “Os que trabalham neste segmento de mercado sabem que falhas técnicas e a consequente paralisação dos veículos comprometem a produtividade e elevam os custos das construções. Além disso, operando em áreas tão afastadas das estruturas urbanas isso fica ainda mais difícil. Poder contar com componentes confiáveis e resistentes é de extremo valor para os nossos clientes”, conclui Pilone.

Tanto a Astra quanto a Salini têm ressaltado consumo de combustível e baixos custos de manutenção dos veículos como fatores determinantes para especificação dos caminhões Astra.

Repetti também ressalta que, “As transmissões totalmente automáticas Allison, nos ajudaram significativamente na redução do tempo investido na formação dos motoristas locais. Em trabalhos como esse, onde a condução desses caminhões é feita em condições de extrema dificuldade, a utilização indevida dos veículos é bastante frequente. Com as transmissões Allison, evitamos estes problemas”.

Os Astra RD40 e RD50 pertencem à categoria de basculantes rígidos e são exclusivamente equipados com transmissões Allison totalmente automáticas. Com PBT de 70 toneladas (RD40) e 87 toneladas (RD50) e carga útil de 40 e 50 toneladas respectivamente, os basculantes têm capacidade de transporte de 26 m3 e 36 m3. Apesar do grande tamanho, os basculantes Astra têm grande manobrabilidade, agilidade e capacidade de aceleração.

O RD40 vem equipado com motorização Iveco Cursor de 12,8 litros, e o RD50 conta com um propulsor Deutz de 16 litros que fornece 670 cv (500 kw) de potência. Estes motores estão acoplados a transmissões Allison totalmente automáticas das Séries 5000 e 6000, respectivamente. O módulo de controle eletrônico da Allison interage continuamente com o motor, de modo a otimizar o consumo de combustível e o desempenho do veículo.

Estas transmissões dispõem de seis marchas à frente e duas à ré, bem como um conversor de torque que garante melhor “startability” do veículo e grande capacidade para superar obstáculos. Ambas são equipadas com retarder para reduzir o desgaste dos freios e facilitar o controle do veículo.

About Allison Transmission

Allison Transmission (NYSE: ALSN) is the world’s largest manufacturer of fully automatic transmissions for medium- and heavy-duty commercial vehicles and is a leader in hybrid-propulsion systems for city buses. Allison transmissions are used in a variety of applications including refuse, construction, fire, distribution, bus, motorhomes, defense and energy. Founded in 1915, the company is headquartered in Indianapolis, Indiana, USA and employs approximately 2,600 people worldwide. With a market presence in more than 80 countries, Allison has regional headquarters in the Netherlands, China and Brazil with manufacturing facilities in the U.S., Hungary and India. Allison also has approximately 1,400 independent distributor and dealer locations worldwide. For more information, visit allisontransmission.com.