Pilotos do Rally Dakar aplaudem as transmissões Allison após a difícil prova off-road de resistência

Os quatro caminhões equipados com transmissões Allison da Série 4500™ completaram a competição realizada através de Paraguai, Bolívia e Argentina, de 2 a 14 de janeiro

BUENOS AIRES, Argentina - Quatro competidores completaram recentemente o Rally Dakar a bordo de caminhões equipados com transmissões automáticas Allison da Série 4500™. Após a prova, integrantes das equipes falaram sobre a razão da escolha das transmissões Allison totalmente automáticas.

"Sabíamos que uma Allison seria a melhor opção para uma corrida de resistência — e para participar de uma prova como o Dakar, você precisa do melhor", esclarece Jos Smink, piloto do caminhão 521, um GINAF X2222. "Este é o nosso terceiro ano de parceria com a Allison e sempre tivemos excelentes experiências. Tudo o que temos a fazer é trocar o óleo".

O Dakar teve seu início em 1978. Em 39 edições da corrida, 29 países foram visitados. A prova deste ano contou com 316 veículos em quatro categorias, incluindo 50 caminhões, que aceleraram por Paraguai, Bolívia e Argentina, de 2 a 14 de janeiro.

"Graças à transmissão automática Allison, o piloto pode se concentrar apenas na condução sem ter que se preocupar com outras questões operacionais", afirma o holandês Smink. "Nós fomos os primeiros a começar a usar as automáticas Allison e agora outras equipes decidiram adotá-las".

Frank Tilburgs, piloto do caminhão 536, um DAF TE 85 XC, disse que "usar uma transmissão Allison no Dakar foi a melhor escolha. Sinto que o caminhão tem tração em todos os momentos e sua condução ficou muito facilitada. Estamos felizes com o apoio da Allison na Europa e tudo correu da melhor maneira possível".

Na classificação final o 11º lugar ficou com o MAN H51, número 509, pilotado por Peter Versluis; o 12º lugar foi para o GINAF X2222, 521, dirigido por Jos Smink; o 18 º lugar ficou com o DAF TE 85 XC, 536, pilotado por Frank Tilburgs, que alcançou essa posição com o caminhão menos potente da competição; e em 26º ficou o MAN TGA MAN, 512, dirigido por Artur Ardavichus.

"Escolhemos a Allison porque tínhamos um motor menor, com menos potência que os demais concorrentes, com apenas 700 cv", disse Rob Royackers, gerente da equipe de Tilburg. "Portanto, precisávamos da multiplicação de torque proporcionada pelas transmissões automáticas. Além disso, nosso piloto preferiu usar uma transmissão automática em vez de uma manual porque assim ele pode se concentrar exclusivamente na pilotagem do caminhão".

mar 09, 2017

About Allison Transmission

Allison Transmission (NYSE: ALSN) is the world’s largest manufacturer of fully automatic transmissions for medium- and heavy-duty commercial vehicles and is a leader in hybrid-propulsion systems for city buses. Allison transmissions are used in a variety of applications including refuse, construction, fire, distribution, bus, motorhomes, defense and energy. Founded in 1915, the company is headquartered in Indianapolis, Indiana, USA and employs approximately 2,600 people worldwide. With a market presence in more than 80 countries, Allison has regional headquarters in the Netherlands, China and Brazil with manufacturing facilities in the U.S., Hungary and India. Allison also has approximately 1,400 independent distributor and dealer locations worldwide. For more information, visit allisontransmission.com.